<< voltar

Número: 021
Data: 18/04/2012
Título: PONTO E VÍRGULA

                                                                                                     Comentário ouvido num bonde
                                                                                             Que moça culta, a Maria Eduarda: usa
                                                                                                                                 ponto e vírgula!
                                                                                                                                (Mário Quintana)


Tinha razão o poeta gaúcho. O ponto e vírgula traz em si algumas sutilezas que poucos captam. Mas, por outro lado, todos acabam usando este útil sinal gráfico em enumerações, leis e sequências ou para separar orações. Em síntese, o ponto e vírgula:


1 - Separa os vários membros de uma enumeração descritiva ou narrativa:


Em sua oração fúnebre, Péricles refere-se ao heroísmo dos combatentes mortos; à dor de suas mães; à gratidão dos sobreviventes e à necessidade de guardar a memória dos que morreram pela pátria.


Anota Celso Luft que o ponto e vírgula “é inevitável sobretudo entre os vários membros de enumeração e paralelismo cuja estrutura interna contenha vírgula”, como neste período:


Participaram daquela reunião: Roberto M. Lacerda, 43 anos, que veio a ser reitor entre 72 e 76; Caspar Stemmer, engenheiro, mais tarde prefeito do câmpus, também reitor de 76 a 80; Ernani Bayer, hoje membro do CFE; Acácio Santiago, professor, e toda a equipe técnica.


2 - Separa as orações adversativas (introduzidas por mas, porém, contudo, todavia, entretanto) e as conclusivas (caracterizadas por logo, portanto, assim, então, por isso, consequentemente etc.), esteja subentendida ou explícita a conjunção, quando se quer fazer uma pausa maior do que vírgula:


Crê em ti; mas nem sempre duvides dos outros.

Era incrível a variedade dos adornos; contudo, a pessoa não gostou de nenhum.

Há muitos modos de afirmar; há um só de negar tudo.  [conj. adversativa implícita]

As doses eram diminutas; tinham, portanto, de aguardar longo prazo pelo efeito.

A natureza das relações sociais constitui a base do desenvolvimento das capacidades humanas; logo, das qualificações.

"Tinha a pedra na mão, mas já não era necessária; jogou-a fora." [conjunção conclusiva subentendida antes da última oração]


3 - Separa os considerandos, incisos de leis ou decretos e os diversos itens de uma enumeração. Três exemplos:
 

O Governador do Estado,
     Considerando que ... ;
     Considerando que ... ;
     Considerando, finalmente, que ... , decreta


Constataram os técnicos vários problemas:
a) vazamento de água;
b) ruptura da rede em três pontos e
c) alteração do medidor.


Art. 14. Os infratores das disposições desta Lei ficam sujeitos às seguintes sanções:
I - notificação;
II - multa;
III - cassação do atestado;
IV - embargo da obra.


É importante observar que se usa letra minúscula depois de ponto e vírgula. A única exceção fica por conta dos Considerandos. Caso você opte pela inicial maiúscula em cada item/linha de uma enumeração, feche todos eles com o ponto final.

 


download PDF

<< voltar

Instituto Euclides da Cunha
Luiz Fernando de Queiroz, diretor
Rua Marechal Deodoro, 235 cj. 1204 - CEP 80020-907 - Curitiba - PR
Fone (41) 3223.6543 - linguabrasil@linguabrasil.com.br